terça-feira, 23 de outubro de 2012

Salmo 51 - Esboço do sermão em 22/10/2012

Por Danyllo Gomes



A GLORIA DE DEUS NO HOMEM (o arrependimento!)

Introdução:
O homem é criado para a honra e glória de Deus! Tudo o que o homem deve fazer é para a gloria de Deus, inclusive o arrependimento. Porém no arrependimento o Senhor é glorificado de um modo diferente. O mal é transformado em benção, a tristeza é transformada em alegria. Na oração didática de Jesus ele nos ensina, logo no inicio, que devemos santificar o Seu nome. Mas como isso é feito? Como santificamos o nome de Deus? Não apenas com palavras, mas com atitudes. Quando falamos no arrependimento para a vida, não estamos nos referindo a um sentimento humano do tipo remorso ou sentimento de culpa que brota no coração ou na sua consciência por si só. Mas, um sentimento sem igual dado por Deus de senso de pecado que é uma manifestação da graça divina na vida do pecador, movendo-a a sentir tristeza e repugnância das coisas contrárias a Santa e Justa vontade de Deus. Através deste sentimento de arrependimento o pecador é iluminado tendo as suas inclinações pecaminosas afetadas pela regeneração levando a pessoa a perceber e apreciar a santidade de Deus como nos é apresentada na sua Santa Palavra. Quando nos arrependemos a glória de Deus é mostrada em nossas vidas. Deus é refletido em nossas vidas. Então deixe de fazer duas coisas:
·         Não o banalize; não use de desculpa o fato de que Deus é glorificado através do arrependimento para fazê-lo sem evitar o pecado. Evite o pecado antes de evitar o arrependimento.
·         Porém, se não evitar o pecado (e isso me leva ao segundo ponto), não deixe de pedir perdão. Deus não vai lhe ver com olhos diferentes do seu outro irmão! [pausa] Davi, o homem segundo o coração de Deus, se arrependeu, se humilhou e reconheceu. Arrependimento é algo nobre, nem todos fazem.
Confessar a Cristo inclui arrependimento, não é apenas abrir a boca e falar! Rm 10:9-10. Não é qualquer pessoa que abre a boca e diz que Jesus é o seu Senhor que Jesus realmente será seu Senhor! Não use esse texto para falar que é apenas confessar! [pausa] Sabe o que significa confessar nessa época?! Significa morte! Se o império perguntasse a você se você cria em Cristo e dissesse que sim você seria morto! Entende o que significa confissão? Não é apenas o abrir de uma boca e o falar de umas palavras, significa uma vida! [pausa]
Arrependimento é a volta do homem para Deus. Sem arrependimento não há salvação.

Contexto:
O texto que vamos estudar hoje trata da confissão de Davi para o Senhor. O pecado que Davi cometeu com Bate-Seba.
2 Samuel 11 narra o pecado de Davi:
Davi deveria estar na guerra. Mas ao invés disso ele estava na varanda de sua casa vendo uma mulher se banhar. Ele a desejou, chamou seus servos e disse: “Vá busca-la! Eu a quero”. Ele a levou, fez sexo com ela e então percebeu que estava em grande confusão. Esta garota ficou grávida, ele teve que fazer algo a respeito. Então Urias, o heteu (que é esposo de Bate-Seba), Davi o traz pra dentro, e quer que ele se deite com sua esposa. Você sabe, numa tentativa de corrigir as coisas. Tentamos corrigir as coisas não é? Desde o princípio nós tentamos corrigir/cobrir os nossos pecados. Você não tem que cobri-lo, você tem que ficar limpo! Deus tem que cuidar disso. Então Urias, o heteu, eventualmente, Davi o envia a linha de frente e tem o marido morto.  Agora, Davi é um adúltero e um assassino. E em 2 Samuel capítulo 12 verso 1 diz: “ O Senhor enviou Natã a Davi.” Natã era profeta. E ele veio a Davi e disse a ele esta história: “Havia numa cidade dois homens, um rico e um pobre. Tinha o rico ovelhas e gado em grande número, mas o pobre não tinha coisa alguma, senão uma cordeirinha que comprara e criara, e que sua casa crescera, junto com seus filhos; comia do seu bocado e do  seu copo bebia; dormia nos seus braços, e a tinha como filha. Vindo um viajante ao homem rico, não quis este tomar das suas ovelhas e do gado para dar de comer ao viajante que viera a ele; mas tomou a cordeirinha do homem pobre e a preparou para  homem que lhe havia chegado. [O profeta de Deus contando uma história e um pecador escutando]. Então, o furor de Davi se acendeu sobremaneira contra aquele homem, e disse a Natã: Tão certo como vive o SENHOR, o homem que fez isso deve ser morto! E pela cordeirinha restituirá quatro vezes, porque fez tal coisa e porque não se compadeceu. Então Natã disse a Davi: Tu és o homem! Assim diz o Senhor, Deus de Israel: Eu te ungi rei sobre Israel e eu te livrei das mãos de Saul. Dei-te a casa de teu senhor e as mulheres de teu senhor em teus braços e também te dei a casa de Israel e de Judá; e, se isto fora pouco, eu te acrescentaria tais e tais coisas. Porém, pois, desprezaste a palavra do Senhor, fazendo o que era mal perante ele? A Urias, o heteu, feriste à espada!” . Davi, o homem segundo o coração de Deus sendo acusado! Ele poderia ter enfiado uma espada na cabeça de Natã! “Cala a boca Natã, sai da minha vida”! Mas ele não o fez! Esse é Davi, homem de Deus, rei!
Antes do arrependimento, Davi não evitou o pecado!
1)      Não foi para a guerra. Descuido e negligencia.
2)      Avistou, cobiçou e possuiu Bate-Seba, que teve um filho.
3)      Tentou reparar o erro trazendo Urias da guerra. Não funcionou!
4)      Mandou matar Urias
5)      Casou-se com Bate-Seba
Um único passo (não ir para a guerra, que foi descuido e negligencia) gerou um adultério e um assassinato. Tome cuidado com seu pecado. Ele não vem de vez, ele vem devagarzinho, “comendo pelas beiradas”.
Seus pecados têm consequências:
1)      O filho de Bate-Seba morre (2 Sm 12:19)
2)      Amnom comete incesto com Jamar (2 Sm 13:14)
3)      Absalão mata Amnom para vingar Jamar (2 Sm 13:28,32)
4)      Absalão rebela-se contra seu pai e pleiteia o trono (2 Sm 15:5-6)
5)      Absalão deita-se com as concubinas de seu pai (2 Sm 16:22)
6)      Absalão morre e Davi o pranteia muito (2 Sm 18:15,33)
Apesar de perdoado (Salmos 32) o pecado de Davi teve consequências. Consequências não significa “não ser perdoado”. Consequência não tem nada haver com perdão ou não, tem haver com pecado. Precisamos pedir perdão independentemente das consequências.
Texto:
Após a repreensão de Natã Davi escreve o Salmo 51(ler texto).

1)      Súplica
·         Davi suplica pela “multidão das Tuas misericórdias”. (vs. 1)
·         Pela limpeza e purificação que só vem do Senhor. (vs. 2)
Deus atende Davi segundo a Sua bondade. O perdão de Deus não depende do arrependimento de Davi. Depende apenas da vontade de Deus, que através da Sua misericórdia pode nos perdoar. Davi sabe disso, Davi sabe que só Deus pode apagar suas transgressões. Ele mesmo não pode nada, e ele reconhece isso!
Verso 2 ele pede a Deus “purifica-me do meu pecado”. Sabe o que significa ser purificado? Não é apenas ser limpo uma vez e depois sujar-se de novo. Ser purificado significa ser limpo para sempre, livrar-se da sujeira para sempre! Deus purifica Davi, prova disso é que a Bíblia não relata mais nenhum adultério de Davi após isso. Ser purificado não é apenas ser limpo no momento, é algo mais profundo. Purificação é a base do arrependimento. Se você foi verdadeiramente purificado de um pecado você não o comete mais. Não é a toa que Davi diz: “Lava-me completamente da minha iniquidade [...]”. O lavar é o momentâneo, é o agora; mas o purificar é algo mais profundo, é você não desejar cometer o pecado novamente. Como exemplificação podemos colocar o soro:
Soro viral é imediato. Atua exatamente nas células afetadas pelo vírus destruindo-o rapidamente. E por atuar nas células específicas também estimulam a produção de anticorpos do próprio corpo contra o agente externo, fazendo com que seu corpo fique em alerta e já saiba se defender caso o mesmo tipo de vírus vier a atacar novamente.
Do mesmo modo quando nós somos purificados o nosso pecado é destruído rapidamente. E da próxima vez que ele atacar de novo nós já vamos estar alertas e vamos saber nos defender. E isso vem de Deus. Você suplica pela lavagem e purificação dos seus pecados?
2)      Reconhecimento
·         Do pecado e da natureza pecaminosa (vs. 3,5)
·         Da santidade e da justiça de Deus (vs. 4)
·         Da necessidade da vida santa (vs. 6)
O pecado de Davi está diante dele. Ele consegue vê-lo! Observe uma palavrinha: “...sempre...”. Não apenas naquele momento, mas sempre o pecado de Davi estava diante dele. Dia após dia, momento após momento ele via seu pecado. Você precisa ver seu pecado. Onde ele está? Você pode ser a única pessoa que sabe que você o faz, mas ele está diante de você! Você nasceu no pecado! A sua natureza é pecaminosa. O que você quer é pecaminoso. Seu pecado precisa estar diante de você. Davi não olha para ninguém, apenas para Deus.
“Pequei contra ti, contra ti somente...”. Não cita Bate-Seba, não cita Urias, cita apenas Deus! Davi pecou contra Deus. O reconhecimento da santidade e da justiça de Deus! Davi feriu a santidade de Deus e se Deus o condenar Deus será justo. Porém Davi roga por misericórdia, é o que vemos nos primeiros versículos. Precisamos rogar pela misericórdia de Deus. No verso 6 diz: Eis que te comprazes na verdade no íntimo...”. Sinceridade no íntimo do coração. Arrependimento sincero é nos propormos não mais ter vontade de cometer pecado. Deus trabalha arrependimento interno, e não apenas externo (Exemplo: se eu não fosse crente eu daria um soco em você agora! Ou Se eu num fosse crente eu ia encher a cara!) Isso não é arrependimento interno. É algo mais profundo, é a sua vontade. Arrependimento é mudança de vontade, que gera mudança de comportamento. A nossa vontade deve estar submissa a de Deus. A pergunta é: a sua está submissa a ele? Porque se não está ela precisa estar.
Deus deseja a verdade no nosso íntimo, e ao mesmo tempo ele nos dá condições de sermos verdadeiros no nosso íntimo. “...no recôndito me fazes conhecer a sabedoria”. Deus aplica no íntimo do nosso coração Sua sabedoria. Ele aplica a necessidade de vivermos uma vida santa, porque é disso que se trata a sabedoria (No caminho da sabedoria, te ensinei e pelas veredas da retidão te fiz andar. Pv 4:11). Precisamos nos render a Ele e pedir que nos dê a devida sabedoria para que estejamos verdadeiros no nosso íntimo. A sabedoria é o que nos vai levar a ter no íntimo o que é correto. A sabedoria verdadeira é a que nos leva a entender os preceitos do Senhor. É o que nos vai levar a sermos santos dia após dia. Busque ser verdadeiro no íntimo do seu coração com o Senhor que é com base nessa verdade que Deus se alegra.
3)      Busca por santidade e poder restaurador de Deus
·         Torna o pecador mais alvo que a neve (vs. 7)
·         Que é eficaz para dar alegria (vs. 8)
·         Que é eficaz para perdoar pecado (vs. 9)
·         Que muda os intentos do nosso coração (vs. 10)
·         Para manter o perdoado na comunhão e na presença do Senhor (vs. 11-12)
O Senhor tem poder para nos tornar mais brancos que a neve. A palavra “hissopo” é uma alusão à purificação dos leprosos. O leproso nessa época era visto como alguém amaldiçoado! Para nós, hoje, não é tão forte, mas para a época é algo totalmente imundo. As pessoas que tinham lepra viviam numa cidade longe do povo de Israel; isso era algo humilhante. Davi sabe do seu pecado, e ele sabe que ele, naquele momento estava igual um leproso! Davi estava imundo, igual como nós estamos. Ao mesmo tempo em que Davi reconhece o seu estado ele reconhece que o Senhor pode limpá-lo! Deus é um Deus que perdoa pecados. Mas ele perdoa através apenas de Jesus Cristo. Temos que tomar cuidado com a teologia da restituição. Exemplo prático:
Suponhamos um casal. O marido não tem o costume de lavar a louça, mas a esposa sempre reclama porque ele não o faz. Num determinado dia esse casal tem uma discursão séria. Depois de algum tempo o marido reconhece que errou e pede perdão. Porém, por ter feito algo que era errado para com a sua esposa ele se sente na obrigação de restituir o que fez com ela. E a primeira coisa que ele faz logo após que pede perdão é lavar a louça.
Não tem problema o marido fazer isso com a esposa, mas tem problema nós fazemos algo do tipo com Deus. Não podemos depois de pecar sair fazendo boas obras com o intuito de “restituir” Deus pelo nosso pecado. Ou fazer qualquer outra coisa e no coração estar com um sentimento de recompensa. Se fizermos isso, mesmo que inconscientemente, vamos querer tomar o lugar de Cristo. Cristo foi quem pagou a recompensa pelos nossos pecados. O pecado cometido já foi pago por ele. Não precisamos “restituir” Deus com nada.
Davi quer exultar a Deus, mas ele não consegue. Os ossos esmagados de Davi, os ossos que foram quebrantados pelo poder de Deus na boca do profeta Natã, agora querem exultar a santidade do Senhor. O mal foi transformado em benção, o pecado em santificação. Davi roga pra que Deus esconda o Seu rosto dos seus pecados e apague as suas iniquidades. Davi não fala isso sem saber se Deus vai perdoar ou não, Davi sabe que Deus perdoa. Deus é um Deus de perdão. Deus é um Deus de misericórdia. Precisamos ter essa confiança. Não podemos duvidar do perdão de Deus, pois quando fazemos isso colocamos em jogo o sacrifício de Cristo na cruz. Precisamos ter fé que Deus nos perdoa verdadeiramente! O perdão não é algo que vem de nós, mas de Deus. É algo que recebemos através do sacrifício de Cristo. Não podemos duvidar do sacrifício de Cristo. Não tenha dúvida, Deus é um Deus de perdão e misericórdia.
No verso 10 a palavra “Cria” é o mesmo termo usado na criação do mundo em Gn 1. Quando Deus criou o mundo ele criou “ex nihilo”, ou seja, do nada. A mesma palavra que se refere a criação do nada Davi usa para se referir a ele. Davi pede para que Deus crie um coração puro nele porque ele não tem! Esse coração puro vai surgir do nada, porque não existe nada de puro. Só Deus pode fazer esse milagre. Para mim o milagre da regeneração do homem é maior do que a criação do mundo: a criação foi do nada, mas a regeneração do homem é uma transformação do mal para o bem. Só Deus pode transformar o homem. A regeneração transforma o homem interior para que ele ame a Deus. Por natureza nós não amamos a Deus; nós o odiamos. Mas a regeneração nos faz amá-lo! A regeneração nos leva à santificação. Na verdade, a prova da regeneração é a santificação. Você é regenerado? Você tem um espírito inabalável?
Davi não quer sair da presença do Senhor. Isso é algo bom pra ele. “Não me repulses da tua presença”, Davi pede pra que Deus não retire Davi da Sua presença. É prazeroso pra Davi estar na presença do Senhor e por isso ele roga pra que Deus não o retire. O Santo Espírito é a unção que Davi tinha recebido pra ser o rei de Israel. Ele não quer ser igual a Saul, não quer ser destituído do trono. Davi quer liderar o povo de Deus com eficiência. Então ele roga pra que Deus não o tire do trono. A pergunta é irmãos: nós temos prazer na presença do Senhor como Davi tinha? O prazer dele era tão grande que ele pediu pra que Deus não retirasse essa alegria! A alegria de estar na presença do Senhor. “Restitui-me a alegria da tua salvação...”, queridos, o pecado nos toma a alegria de estarmos em Cristo!
A alegria:
o   É uma paixão doce e prazerosa
o   Surge do sentimento de algo bom
o   Dá suporte à alma que passa por problemas
o   Protege o coração contra temores futuros
Essa alegria procede do Espírito Santo. O pecado nos afasta dessa alegria. Precisamos buscar essa alegria. Irmãos, não há maior alegria do que sabermos que somos totalmente seguros nas mãos de Deus e que isso não depende de nós. Precisamos estar satisfeitos em Deus. Como John Piper diz: “Quando pecamos é prova que não estamos satisfeitos no nosso Deus, queremos algo mais.” E quando buscamos a alegria que não seja na salvação, essa outra alegria, nos toma a verdadeira alegria que é estarmos em Cristo.
Entendem irmãos como Deus é glorificado? Como a Sua majestade é revelada no nosso arrependimento? O que define a santidade do cristão não é somente sua capacidade para não pecar, mas também sua disposição para arrepender-se todas as vezes que isso acontecer.

3 comentários: